07/07/2013

O processo mental para escolher uma máquina de costura

Está difícil escolher a sua máquina de costura?
No processo de aquisição da nova máquina de costura, deparei-me com várias indecisões.
Para facilitar o meu processo de escolha optei por fazer um processo mental que partilho agora com vocês, para que vos possa tambem ajudar nesta tarefa. 
#1 Informe-se!
Se estiver escolher a sua primeira máquina, é essencial informar-se bastante. Os artesãos com os quais tem contato, os amigos que costuram, professores, fóruns e comunidades de artesanato podem dar uma luz inicial. Assim já conseguirá ter uma ideia de valores, conhecer melhor as marcas disponíveis no mercado e eliminando as opções. Se já é íntimo das máquinas, passe para a segunda dica! ;)
#2 Qual o seu perfil?
Trace o perfil completo do produto que irá ser produzido na sua nova máquina.
Materiais e frequência de uso são detalhes que parecem poucos, mas fazem toda a diferença na escolha. Seguem, algumas perguntas que podem ajudar a traçar esse perfil:
- Que produtos quer fazer?
- Irá utilizar tecidos leves ou pesados?
- Irá utilizar exclusivamente tecidos planos ou malhas?
- Fará quilting e/ou patchwork?
- Irá fazer bordado à máquina?
- Utilizará pontos decorativos?
- Terá um espaço reservado para ela ou precisa que seja portátil?
- O ruído habitual da máquina é um empecilho?
- Aplicará botões à máquina?
- Qual o valor máximo que você poderá pagar?
- Quais características/acessórios são essenciais?
- Você já tem uma preferência por marcas? Quais? Qual o motivo?
#3 Defina prioridades
Com as perguntas respondidas, fica mais fácil definir quais são as suas necessidades. Saber o que é essencial, evita a compra de um modelo muito básico ou acabar por gastar demais em máquinas cheias de funções que você nunca irá usar. Ao saber o que precisa, é a hora de pesquisar modelos e marcas.

#4 Pesquise e compare
Quando o assunto é comparação entre preços e modelos, a internet é uma mão na roda! Além dos sites dos fabricantes das marcas, sites como o PriceDumper ou semelhantes, que auxiliam a encontrar o melhor preço, comparar produtos de marcas diferentes e até mesmo ler a avaliação dos compradores.
#5 Faça um “test drive”
Algumas lojas permitem testar a máquina antes de comprar, é só pedir com jeito. ;)
Leve linha, bobina, tesourinha e retalhos de tecido para sentir a velocidade e ver como funcionam as suas funções. Se você está a trocar de máquina por uma mais potente ou que consiga fazer um ponto específico, aproveite para testar e evitar frustrações posteriores.

Sem comentários:

Enviar um comentário