03/07/2013

A escolha foi: Bernina

Nunca pensei que comprar uma máquina de costura me trouxesse tantas dúvidas. Após muitas indecisões, leituras e testes em diferentes máquinas, lá me decidi! 
Acabei por optar por uma marca que sempre considerei TOP: A Bernina. 
De todas as que experimentei esta máquina foi a que me trouxe mais confiança. 
O modelo desta gama é robusta, versátil, dá-me oportunidade de crescer como artesã, introduzir novos componentes, para finalmente poder fazer o bordado livre que tanto quero introduzir na minha costura.

Outro ponto que me levou a considerar e que na minha opinião é forte, foi o apoio e assistência ao cliente. Sei que se tiver alguma dúvida na sua utilização, terei a quem recorrer.

Foi-me recomendado falar com a Catarina Sábio, do Atelier da Catarina, que logo se prontificou a ajudar-me na escolha mais adequada. Uma verdadeira simpatia, e profissional.

Só hoje comecei a explorar o novo brinquedo, mas até ver, estou muito satisfeita. Pontos perfeitos, como eu gosto, silenciosa (nem sabem o que dou valor a este ponto), bastante intuitiva de se trabalhar.
Como estou com algum trabalho, ainda não tirei todo o partido dela, mas já experimentei a coser várias camadas de tecido (cerca de 8) e foi como se estivesse a unir tecido do mais fino. Nem foi necessário recorrer à ajuda da roda manual.

Principais características:
  • Fácil navegação
  • BSR funcionalidade (Regulador de pontos Bernina)
  • ControleTotal do Ponto
  • Enfiador da agulha semi-automático
  • Memória
  • Extensa biblioteca de pontos
  • Caseador automático
  • FHS (Sistemas mãos livres)
  • Botão de remate de costura
  • Botão Start/Stop
  • Controle de velocidade
  • Tensor de linha
  • Dois suporte de carros
  • Corte de linha
  • Luz de costura LED
  • Mesa de extensão



Cristina Sábio, Eu, e a nova máquina.



Sem comentários:

Enviar um comentário