26/06/2013

Fofo aos folhos

Este fofo, já estava para sair da cartola há pelo menos dois meses!
Foi sendo adiado, porque outros projectos eram priortários, até que, no fim de semana passado, tivemos um evento social e queria que a princesa fosse... de princesa.
Terminei o corte, e máquina à obra!
Em género de cownt down. Ia inspecionado o trabalho para ver como estava correr e estava a ficar orgulhosa de mim. Numa manhã consegui terminá-lo. Achava eu, que após terminar os calções, e levanto a obra prima para ver como estava, reparo que a parte dos calções tinha sido aplicado ao contrário. Que gana, que fervor me correu pelo sangue naquela altura.

Hoje, voltei a pegar no projecto, com mais calma, analisei o sucedido e o erro foi no corte. Para a proxima terei de ter isso bem presente. Não desmanchei na totalidade.
Infelimente esqueci-me de tirar fotografias do espécime. Mas tirei muitas do resultado final, já "arranjadinho".
Ficou fofo!


25/06/2013

Que máquina de costura?



Como a costura, para mim, comçou a ser apenas um hobbie, o cuidado na compra da máquina recaiu apenas no factor preço e na altura pareceu-me a melhor opção.
A bom dizer, a actual máquina tem cumprido todas as suas obrigações e mais algumas. Tenho posto à prova em duras tarefas como coser várias camadas de tecido, alguns bem grossos, outros tãos leves e delicados e ainda não me deixou ficar mal.

É a máquina de costura Silvercrest, comercializada no Lidl.
Resumo da máquina: 
33 pontos de adorno com agulha dupla para costurar e sobrecoser;
* Programas de casear (4 níveis) e pregar botões;
* Ideal para costurar tecidos delicados ou elásticos, assim como perfurar tecidos mais densos;
* Sistema automático de bobinagem da canela e botão para retroceder;
* Caixa de acessórios integrada na mesa;
* Inclui capa de protecção e lâmpada de 15 W


Mas a minha companhaira de viagem das costuras está começar a acusar o cansaço. Noto, sinto!
Estes últimos meses tem trabalhado muito.




A questão é, e agora, que máquina de costura devo comprar/adquirir.
Tenho de assumir que sou uma tecidoólica anónima, e o hobbie passou a ser uma atividade diária.
Para além de bolsas, carteiras e malas, iniciei-me também no mundo das roupa para criança.
Desconhecia o mundo das máquinas e a oferta é tanta que ando confusa. 
Desta vez, não poderei olhar ao valor da máquina como o principal factor.
A ideia é uma máquina que seja competente, mas que me dê liberdade para crescer na nesta actividade.
A pesquisa tem sido uma mais valia...
Se houver alguém desse lado que queira contribuir com uma opinião, será bem vinda.
A ver vamos qual será o desfecho, depois venho cá contar.

15/06/2013

Conjunto Algodão doce - Azulão


Este ano, para nós, será fértil em baptizados e casamentos. 
Resolvi fazer um conjunto para a L. levar a um deles.

O modelo, retirei um pouco de um e de outro e surgiu esta fofura.
Usei a tecnica frufru no peitilho e depois apliquei uma renda em azulão forte, para tornar o modelo mais forte, apliquei uma delicada barra tanto no vestido como nos calções.

O sol e o calor inspiram-me, para fazer conjuntos leves mas sempre com muita pinta.
O que acham? 



01/06/2013

O melhor do mundo são as crianças...

imagem retirada da net

Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não o fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
O sol doira
Sem literatura.
O rio corre,
bem ou mal,
Sem edição original.
E a brisa, essa,
De tão naturalmente matinal,
Como tem tempo não tem pressa...

Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quanto é melhor,
quanto há bruma,
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!

Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol, que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

O mais que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças
Nem consta que tivesse biblioteca...

Fernando Pessoa